Pular para o conteúdo principal

MAIS CARIMBÓ

Fafá de Belém💋
Pauapixuna

Uma cantiga de amor se mexeu
Uma tapuia no porto a cantar
Um pedacinho de lua nascendo
Uma cachaça de papo pro ar
Um não sei quê de saudade doente
Uma saudade sem tempo ou lugar
Uma saudade querendo, querendo
Querendo ir e querendo ficar
Uma leira, uma esteira,
Uma beira de rio
Um cavalo no pasto,
Uma égua no cio
Um princípio de noite
Um caminho vazio
Uma leira, uma esteira,
Uma beira de rio
E, no silêncio, uma folha caída
Uma batida de remo a passar
Um candeeiro de manga comprida
Um cheiro bom de peixada no ar
Uma pimenta no prato espremida
Outra lambada depois do jantar
Uma viola de corda curtida
Nessa sofrida sofrência de amar
Uma leira, uma esteira,
Uma beira de rio
Um cavalo no pasto,
Uma égua no cio
Um princípio de noite
Um caminho vazio
Uma leira, uma esteira,
Uma beira de rio
E o vento espalhado na capoeira
A lua na cuia do bamburral
A vaca mugindo lá na porteira
E o macho fungando cá no curral
O tempo tem tempo de tempo ser
O tempo tem tempo de tempo dar
Ao tempo da noite que vai correr
O tempo do dia que vai chegar
Uma leira, uma esteira,
Uma beira de rio
Um cavalo no pasto,
Uma égua no cio
Um princípio de noite,
Um caminho vazio
Uma leira, uma esteira,
Uma beira de rio
Uma leira, uma esteira,
Uma beira de rio
Um cavalo no pasto,
Uma égua no cio
Um princípio de noite,
Um caminho vazio
Uma leira, uma esteira,
Uma beira de rio
Uma leira, uma esteira,
Uma beira de rio
Uma leira, uma esteira...
💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢


Pinga e respinga essa vela que o santo te acha
Acende um tabaco do bom oferece cachaça

Agora pode ir, o caminho fechado já vai se abrir
Tá abençoado, quem manda aqui
É curupira matinta pereira, cobra grande e mãe d’água

Pinga e respinga essa vela que o santo te acha
Acende um tabaco do bom oferece cachaça

Curupira vem dizer, se mãe d’água abençoar
Cobra grande vai temer e o encanto se quebra
O uirapuru cantou no meio da floresta
É um bom sinal, bom agouro
Que espanta o mal que não presta

Não entre na mata sem sinal da cruz
Sem pedir licença, benção ou proteção
Há mistérios na selva
Onde os seres ocultos estão pelas matas, sob as águas
Na leveza do vento ou nas folhas caídas no chão

Pinga e respinga essa vela que o santo te acha
Acende um tabaco do bom oferece cachaça

Não acenda a fogueira ou a curupira mundia e então
Vais correr ficar tonto no meio da mata e de lã não sai não

Não sai não, não sai não, não sai não
Não sai não, não sai não, não sai não
Pinga e respinga essa vela que o santo te acha! 

💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢
              
                                                    Nilson Chaves
                                                   Sabor Açai

E prá que tu foi plantado
E prá que tu foi plantada
Prá invadir a nossa mesa
E abastar a nossa casa...


Teu destino foi traçado
Pelas mãos da mãe do mato
Mãos prendadas de uma deusa
Mãos de toque abençoado...

És a planta que alimenta
A paixão do nosso povo
Macho fêmea das touceiras
Onde Oxossi faz seu posto...

A mais magra das palmeiras
Mas mulher do sangue grosso
E homem do sangue vasto
Tu te entrega até o caroço...

E tua fruta vai rolando
Para os nossos alguidares
Tu te entregas ao sacrifício
Fruta santa, fruta mártir
Tens o dom de seres muito
Onde muitos não têm nada
Uns te chamam açaizeiro
Outros te chamam juçara...

Põe tapioca
Põe farinha d'água
Põe açúcar
Não põe nada
Ou me bebe como um suco
Que eu sou muito mais que um frutoou sabor marajoara
Sou sabor marajoara
Sou sabor...(2x)

Põe tapioca
Põe farinha d'água...(9x)

💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢


Pinduca
Garota Do Tacacá

 

Oi mexe, mexe menina
Pode mexer sem parar
Você agora é a minha
Garota do tacacá (bis)
Rala, rala a mandioca
Espreme no tipiti
Separa na tapioca
Apara o tucupi
Prepara meu tacacá
Gostoso com açaí (bis)


💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢

Pinduca
Sinhá pureza



Vou ensinar a sinhá pureza
A dançar o meu sirimbó
Sirimbó que remexe mexe
Sirimbó da minha vovó
Vai dançando sinhá pureza
Rebolando pode requebrar
Carimbó, sirimbó é gostoso
É gostoso em Belém do Pará
Ô lêlê ô lalá
Misturei carimbó e siriá
Carimbó sirimbó é gostoso
É gostoso em Belém do Pará

💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢💢


            
Lucinha Bastos
Uirapuru

Certa vez de montaria
Eu descia o Paraná
E o caboclo que remava
Não parava de falar
Ah, Ah, não parava de falar
Ah, Ah, que caboclo falador
Me contou do lobisomem
Da mãe d´água do tajá
Disse do Jurutahy
Que se ri pro luar
Ah, Ah, que se ri pro luar
Ah, Ah, que caboclo falador
Caboclinho meu amor
Arranja um pra mim
Ando roxo pra pegar "unzinho" assim
O danado foi-se embora e não quis me dar
Vou juntar meu dinheirinho pra poder comprar
No dia que eu comprar
Esse caboclo vai sofrer
Vou desassossegar o seu bem-querer
Ah, Ah, o seu bem querer
Ah, Ah, ora deixa isso pra lá
Certa vez de montaria
Eu descia o Paraná
E o caboclo que remava
Não parava de falar
Ah, Ah, não parava de falar
Ah, Ah, que caboclo falador
E mangava de visagem
E matou surucucu
Jurou com pavulagem
Que pegou Uirapuru
Ah, Ah, que pegou Uirapuru
Ah, Ah, que caboclo tentador
Caboclinho meu amor
Arranja um pra mim
Ando roxo pra pegar "unzinho" assim
O danado foi-se embora e não quis me dar
Vou juntar meu dinheirinho pra poder comprar

No dia que eu comprar
Esse caboclo vai sofrer
Vou desassossegar o seu bem-querer
Ah, Ah, o seu bem querer
Ah, Ah, ora deixa isso pra lá

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Urina humana é usada para confeccionar cuias.

Já falamos sobre o tacacá mais uma coisa que não se pode esquecer é  da cuia sem ela o tacacá não é o mesmo mas a pergunta é você como ela é feita? Seu processo é meio estranho leva ate urina humana para entender melhor vamos ver como ela é feita.


A cuia vem da cuieira ela é mais encontrada na Amazônia as cuias são confeccionadas mais pelas mulheres os homens apenas pegam o fruto  e um outro material conhecido como cumati esse cumati é a casca de uma árvore ela serve para tingir as cuia e assim deixa-la na cor preta. vamos ver agora as etapas dessa confecção.




1ª etapa  Após a retirada do fruto as  mulheres retiram uma massa de dentro dela algumas pessoas dizem que essa massa é boa para bronquite e asma.
2ª Agora vem o processo de lixamento e você  não imagina o que elas as mulheres usam uma lata de sardinha.
3ª É nessa terceira etapa que as cuias ganham a tintura preta. Para a casca soltar a tinta eles utilizam água e ficam pressionando até sair o líquido escuro.
4ª Depois de  todo esse proc…

O que é Tarubá?

Cidade de Oriximiná

Hoje se começa uma nova fase o blog começou a sair de Santarém para fazer você conhecer outras cidades e pontos turísticos, hoje vamos falar sobre a cidade de Oriximiná o desbravamento, em 1877, foi feito pelo padre José Nicolino de Sousa o nome Oriximiná é de origem indígena, de procedência tupi, que significa “o macho da abelha”, o zangão. A cidade tem uma área de 107 602,992 km² com uma população de 66 821 hab segundo o IBGE de 2013.





















Com ensino de qualidade para a população uma cidade bem desenvolvida para os moradores.



















Um dos cartões postais  da cidade é a praça do Santo Antônio que fica bem no centro, um local conservado e  muito aconchegante para turistas e moradores um lugar de lazer e diversão.




















No dia que estávamos fazendo a reportagem sobre a cidade cantores se preparavam para a última noite do festival de música popular FEMPO da edição 19ª um evento bem cultural da cidade.



















Outro ponto turístico bem visitado é a praça do centenário lindo pela sua simplicidade e um jeito bem tran…