ELA ESTÁ DE VOLTA AS BONDOSAS MULHERES CHORADEIRAS



 Para os amantes de teatro eu tenho uma dica irrecusável na noite de 7 de novembro na Casa da cultura ira se apresentada a peça " AS BONDOSAS MULHERES CHORADEIRAS"
Comédia de costumes que apresenta a caricatura do feminino e as descobertas de três carpideiras em cena elas mostram seu desejos e suas fraquezas  Adrio Denner, Braz Filho e Elder Aguiar interpretam Prudência, Angústia e Astúcia. Realização - Grupo de Teatro Olho D'água Ingressos R$20,00 inteira e R$10,00 meia. Recomendado para maiores de 14 anos.
 
This entry was posted in

TERCEIRO FESTVAL DE MÚSICA DO TAPAJÓS

 


O terceiro Festival de Música do Tapajós (Femut) segue com as inscrições abertas até o dia 7 de novembro, em Santarém, oeste do Pará. Os candidatos poderão se inscrever  no horário de 8h às 14h, na sala Cultural do Theatro Victória e na Biblioteca Municipal Paulo Rodrigues dos Santos ou pelo site da prefeitura municipal.
O evento tem como objetivo estimular a criação, produção e difusão musical na região respeitando as especificidades culturais, além de dar oportunidades a compositores, músicos e intérpretes de qualquer gênero musical.
Os participantes poderão inscrever até duas músicas inéditas para concorrer, porém somente um será classificada. O regulamento do evento foi lançado no dia 3 de outubro na Secretaria Municipal de Cultura (Semc).
Serão classificadas 30 canções para o festival. Das selecionadas, 15 músicas serão apresentadas no dia 11 de dezembro e a outra metade no dia 12 de dezembro. Dessas eliminatórias serão selecionadas as 12 mais votadas, que serão apresentadas na final no dia 13 de dezembro, na Praça Barão de Santarém.

PREMIAÇÃO:
1º Lugar:R$6.000,00 + troféu
2º Lugar R$ 4.000,00 + troféu
3º Lugar R$ 2.000,00 + troféu
Melhor Interprete R$ 1.000,00 + troféu
Melhor arranjo R$ 1.000,00 + troféu
Melhor letra R$ 1.000,00 + troféu

INSCRIÇÕES
- Sala Cultural do Theatro Victória: Trav. Senador Lemos, n° 60 - Centro;
- Biblioteca Municipal Paulo Rodrigues dos Santos: Av. Borges Leal, s/n;
- Secretaria Municipal de Cultura, Rua do Imperador, nº 640, Bairro Prainha.
fonte: g1 santarém

UM PROJETO RICO EM CONHECIMENTOS


O projeto “Confluências Culturais – Imigração Japonesa na Amazônia” fará o relançamento do livro “Japanamazônia – Confluências Culturais”, no dia 30 de outubro em Santarém, e no dia 6 de novembro em Monte Alegre, ambos municípios do oeste paraense. A obra foi idealizada pela coordenadora do projeto, a japonesa naturalizada brasileira Makiko Akao, que reuniu textos de vários autores e lançou o livro primeiramente em Tomé-Açú, no nordeste do estado. Na ocasião, haverá ainda exposição fotográfica que mostra o cotidiano do povo japonês na Amazônia, com imagens de Paula Sampaio, Miguel Chikaoka e Alberto Bitar.
A obra retrata como um povo tão distinto do brasileiro, como é o povo japonês, mantém seus hábitos, e de que forma a cultura oriental coexiste com a ocidental em plena Amazônia brasileira. A autora é japonesa, mas mora no Brasil desde criança e se naturalizou. A publicação tem textos em português e japonês, além das fotografias – que serão expostas no mesmo evento - retratando o dia a dia nos principais municípios do Pará onde existe número representativo de descendentes.
O livro foi originalmente lançado em 2010, durante as comemorações dos 80 anos da imigração japonesa na Amazônia. A itinerância pelas cidades paraenses foi viabilizada pelo projeto “Confluências Culturais – Imigração Japonesa na Amazônia”, contemplado no Edital do Fundo Nacional de Cultura 2013, do Ministério da Cultura.
A ideia é voltar para onde o projeto passou em sua fase inicial e mostrar às famílias o resultado final, disponibilizando a publicação nas colônias japonesas do estado e com a mostra de 25 imagens. O livro também será doado para instituições culturais e de educação.
“Nessas localidades tenho recordações da minha infância. A minha família foi primeiro para Belterra e depois para Monte Alegre, então, é um pouco essa busca da memória também. Hoje estou totalmente integrada à cultura local, no entanto tenho a raiz japonesa, talvez isso tenha facilitado a identificação dessas confluências culturais japonesa e amazônida que existem. E para comemorar a imigração, na época os 80 anos, pensei em mostrar através de imagens dos três fotógrafos convidados esse registro de confluências, que sutilmente se mostra no meio do cotidiano do nossos dias de hoje”, diz Makiko Akao.
Histórias
A jornalista e historiadora Rose Silveira escreveu sobre o ofício dos fotógrafos na busca pelo registro do cotidiano das famílias japonesas no Pará. No oeste do estado, Alberto Bitar foi o enviado e encontrou representantes dos Ueno, Kishi, Otake e Okada. Rose revela a surpresa de Bitar ao encontrar não uma resistente reminiscência da tradição japonesa, mas hábitos já dissolvidos e interconectados.
“Ele esperava encontrar muitas evidências em uma região referencial para a imigração, mas notou o contrário: a diluição e perda desses marcos. Se não estivesse procurando, não teria encontrado, imagina. Mas o olhar, desafiado, mergulhou nesses microuniversos, elaborando um repertório de visualidades e fazendo de sua fotografia a escrita de um certo orientalismo – os claros-escuros da paisagem, a apreensão do movimento, do tempo”, escreve a autora.

O quê: Projeto “Confluências Culturais – Imigração Japonesa na Amazônia” - Relançamento do livro “Japanamazônia – Confluências Culturais” e exposição fotográfica com imagens de Paula Sampaio, Miguel Chikaoka e Alberto Bitar
Quando e onde: 30 de outubro no Sesc Santarém (Rua Floriano Peixoto, 535 – Centro), e 6 de novembro em Monte Alegre, na Estação Hidroviária do município.
Quanto: A entrada é gratuita. A publicação está à venda em Belém, a R$ 50
Programação
Santarém
Dia 30/10, às 19h
Local: Sesc Santarém – Rua Floriano Peixoto, 535 – Centro
Apoio: Serviço Social do Comércio – Santarém
Monte Alegre
Dia 6/11, às 18h
Local: Estação Hidroviária de Monte Alegre
Apoio: Prefeitura de Monte Alegre

FONTE: G1 SANTAREM

I SEMINÁRIO DE CULTURA

 
Caros, a Ufopa promoverá, de 29 a 31 de outubro, no Auditório do campus Tapajós, o I SEMINÁRIO DE CULTURA DA UFOPA, com o objetivo de discutir as políticas públicas para o financiamento cultural. A programação terá temas importantes para quem trabalha com projetos artísticos. Confiram aí:
• Oficina de elaboração de projetos para editais da lei ROUANET. Palestrante: Delson Luiz Cruz (Ministério da Cultura / Representante Regional Norte). Dia 30/10.
• Oficinas de elaboração de projetos para editais da Lei SEMEAR. Palestrante: Marcos Quinan (Governo do Pará / Secretaria Executiva de Incentivo à Cultura). Dia 31/10.
• Conferência "Meios e Instrumentos de Financiamento Cultural". Palestrante: Delson Luiz Cruz. Dia 29/10.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na Diretoria de Comunidade e Cultura (DCC) da UFOPA, na sala 528, 5º andar, no campus Amazônia.

Também vão acontecer, na tarde do dia 29, o I FÓRUM DE MÚSICA DE SANTARÉM (https://www.facebook.com/events/1576163765940940) e o I FÓRUM DE ARTES VISUAIS DE SANTARÉM (https://www.facebook.com/events/839963012693497), que vai tratar da implementação do Sistema Municipal de Cultura e debater outros assuntos de interesse de cada área. O credenciamento para esses fóruns serão feitos uma hora antes deles começarem.

Mais informações pelo email cultura@ufopa.edu.br, pelo fone 2101-6528 ou diretamente na Diretoria de Cultura da Ufopa.
— com Elizangila Dezincourt, Héfren Cristiano, Edmarcio Paixao, Monique Marinho, Lila Bemerguy, Ádria Góes, Edivana Volante, Ulysses Maciel, Luciana Leal Cavalcante, Nato Aguiar, Cristina Caetano e Greyce Emanuelle.

fonte: Fábio Gonçalves

PROTESTO COM RAZÃO



Uma situação triste, mas que fez abrir os olhos das autoridades na noite de domingo na Casa Da Cultura aonde “iria” ocorre à apresentação “Noite das ilusões” do grupo de teatro Caras e caretas, mas a participação do grupo na XXIV Mostra De teatro terminou mais cedo que o esperado o protagonista da peça Antônio Laerte no aquecimento dentro da Casa da cultura se desiquilibro em um dos tapetes da casa e se apoiou em uma das janelas de vidro, porém o vidro antigo quebrou e com isso acidentou o ator ele que fraturou o pulso e com isso uma veia teve que ser isolada e atingiu a artéria radial dele onde ele perdeu muito sangue, mas ontem ele recebeu alta e esta se tratando com antibióticos em casa. Ontem antes da apresentação da peça “O Micro Do Piriqui” atores, diretores e coordenação do evento da Mostra fizeram uma pequena manifestação em frente à casa da cultura para chamar atenção das autoridades principalmente do prefeito e do secretario de cultura. O secretario de cultura Nato Aguiar diante do acontecido ele disse que lugar de ator e encima do palco os atores discordam, pois eles têm que se aquecer e utilizar todo o espaço possível.

Quem utilizar os espaços da casa da cultura a anos reclamam das péssimas condições do local e dizem que quando o prefeito foi pedir voto e prometeu fazer a reforma do local os atores e diretores revoltados dizem que isso não é uma brigar partidária e não tem nada haver com politica e sim por amor a arte diz coordenadores da Mostra.

 

XXIV MOSTRA DE TEATRO DE SANTAREM

Na noite de ontem (10) se iniciou a XXIV Mostra De Teatro De Santarém na Casa Da Cultura, o eventos que vai ate o dia 19 próximo domingo as 20.00 horas contara com a presença de sete companhias que ira fazer o público sorrir e chorar com os espetáculos dos mais variados gêneros. A cada ano de mostra novidades surgem é esse ano não foi diferente além dos espetáculos que ocorre todos os anos ocorreu do dia 06 ate o dia 11 de outubro oficinas paralelas de técnica  expressão e iniciação de cown.

Ontem na abertura ocorreu a peça infantil "O casamento da dona baratinha" do grupo de teatro Sesc em cena  e hoje vai ter" Contos, cantas e encantos Tapajônicos" do grupo Olho d´água  apareça lá e aprecie esses belos espetáculos.

III Festival de Música do Tapajós é lançado em Santarém




 O regulamento do III Festival de Música do Tapajós (FEMUT) foi lançado no dia 03/10, na Secretaria Municipal de Cultura (SEMC). O titular da SEMC, Nato Aguiar, explicou como será a realização do evento. “Os interessados em participar da FEMUT poderão se inscrever a partir do dia 07 de outubro até o dia 07 de novembro, de 8h às 14h, na sal...a Cultural do Theatro Victória e na Biblioteca Municipal Paulo Rodrigues dos Santos. Cada autor autor/compositor poderá inscrever até 02 músicas inéditas para concorrer no III FEMUT 2014, porém somente 01 será classificada.

O FEMUT visa estimular a criação, produção e difusão musical na Região do Tapajós, respeitando-se as especificidades culturais, oportunizando compositores, músicos e intérpretes de qualquer gênero musical.

Mais informações:
http://www.santarem.pa.gov.br/conteudo/?item=55&fa=1&cd=8418