Pular para o conteúdo principal

A pequena vendedora de caixinhas de fósforo





















Inspirado no conto "Hans Christian Andersen" O espetáculo A pequena vendedora de Caixinhas de Fósforos retrata a vida de Daniele que era forçada pelo padrasto a vender caixinhas de fósforo na noite de natal e ao longo da história ela conhece várias pessoas e vive aventuras. Drama e comédia o público respondeu as espectativas dos atores.























Comentários

  1. queria conhecer melhor as culturas do Pará. Em Maio pretendo ir nessa terra...

    ResponderExcluir
  2. achei várias coisa interessante em Santarém.. Em breve conheço essa linda terra. Principalmente Alter do Chão.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Urina humana é usada para confeccionar cuias.

Já falamos sobre o tacacá mais uma coisa que não se pode esquecer é  da cuia sem ela o tacacá não é o mesmo mas a pergunta é você como ela é feita? Seu processo é meio estranho leva ate urina humana para entender melhor vamos ver como ela é feita.


A cuia vem da cuieira ela é mais encontrada na Amazônia as cuias são confeccionadas mais pelas mulheres os homens apenas pegam o fruto  e um outro material conhecido como cumati esse cumati é a casca de uma árvore ela serve para tingir as cuia e assim deixa-la na cor preta. vamos ver agora as etapas dessa confecção.




1ª etapa  Após a retirada do fruto as  mulheres retiram uma massa de dentro dela algumas pessoas dizem que essa massa é boa para bronquite e asma.
2ª Agora vem o processo de lixamento e você  não imagina o que elas as mulheres usam uma lata de sardinha.
3ª É nessa terceira etapa que as cuias ganham a tintura preta. Para a casca soltar a tinta eles utilizam água e ficam pressionando até sair o líquido escuro.
4ª Depois de  todo esse proc…

O que é Tarubá?

Cidade de Oriximiná

Hoje se começa uma nova fase o blog começou a sair de Santarém para fazer você conhecer outras cidades e pontos turísticos, hoje vamos falar sobre a cidade de Oriximiná o desbravamento, em 1877, foi feito pelo padre José Nicolino de Sousa o nome Oriximiná é de origem indígena, de procedência tupi, que significa “o macho da abelha”, o zangão. A cidade tem uma área de 107 602,992 km² com uma população de 66 821 hab segundo o IBGE de 2013.





















Com ensino de qualidade para a população uma cidade bem desenvolvida para os moradores.



















Um dos cartões postais  da cidade é a praça do Santo Antônio que fica bem no centro, um local conservado e  muito aconchegante para turistas e moradores um lugar de lazer e diversão.




















No dia que estávamos fazendo a reportagem sobre a cidade cantores se preparavam para a última noite do festival de música popular FEMPO da edição 19ª um evento bem cultural da cidade.



















Outro ponto turístico bem visitado é a praça do centenário lindo pela sua simplicidade e um jeito bem tran…