Pular para o conteúdo principal

XXIII Amostra de teatro


A Associação de Atores, Autores e Técnicos de Teatro de Santarém - ATAS, promove no período de 04 a 13 de outubro de 2013, a XXIII Mostra de Teatro de Santarém, o evento será realizado na casa da cultura localizado na Avenida Borges Leal. A Mostra que já faz parte do calendário de eventos da cidade, tem como objetivo, permitir que o público reflita sobre diversos assuntos, despertar a imaginação em crianças e adultos e principalmente ajudar no crescimento cultural. Os espetáculos abordam gêneros como drama, comédia, Tragédia, contação de histórias e infantil. Os ingressos estão sendo vendidos antecipadamente no valor de R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia). No dia estarão no valor de R$ 10 e R$ 5. Sete companhias participarão com nove espetáculos. Como parte da programação, no dia 03/10 , às 20h30min, membros de todas as companhias participarão da tradicional “Marcha de Téspis”, iniciando com uma Blitz na praça da matriz e posteriormente percorrerá toda a orla da cidade em direção a praça São Sebastião .Os ingressos serão vendidos na bilheteria da Casa da Cultura durante o período do evento, duas horas antes do início de cada espetáculo.

Sobre a Associação:
A ATAS foi fundada em de 07 de fevereiro de 1993 e surgiu quando a Mostra de Teatro já era uma realidade. A entidade organizou então a III Mostra, realizada em 1991 pelos grupos Gruteja e Terra Firme, que 1992 contou com a ajuda dos grupos Acauã e Gtcam. Esses grupos formavam o movimento pró-ATAS deram inicio ao evento anual que hoje completa a 23ª edição, sempre utilizando o auditório da Casa da Cultura para as apresentações. A Mostra de Teatro é um evento que reúne um grande número de grupos teatrais da cidade filiados ou não à associação. São 09 espetáculos que foram submetidos a uma seleção, proporcionando assim melhor qualidade ao público que vem ao teatro nesta semana de grande efervescência teatral. Objetivos da Mostra de Teatro: estimular a produção de espetáculos teatrais em Santarém e outras localidades que participarem do evento; incentivar a circulação de espetáculos teatrais na região; possibilitar a integração e intercâmbio dos artistas do teatro; contribuir com a formação de plateia para a cultura, em especial o teatro; popularizar e democratizar o acesso à cultura.

HOMENAGEADO
Edson Luís Pinto de Oliveira é ator e iluminador, cenotécnico, estudante do curso Rede de Computadores - IESPES , membro da ATAS. Em 1990, ingressou no GRUTEJA – Grupo Teatro José de Anchieta, onde participou da peças “Paixão de Cristo” e “Geração Silêncio”. Em 1995, participou como ator e iluminador da peça “Boca de ouro”, texto de Nelson Rodrigues. Em 2004, tornou-se membro da Cia. de teatro José Dillon. No mesmo ano fez a iluminação da peça “Recanto de Papoula”. 2005, a peça “O cativeiro”. 2006, a peça “Ninho de amor”. 2007, a peça “Rapunzel”. Em 2007, ingressou no Projeto Arte e Cultura da Paróquia de São Raimundo Nonato fazendo a iluminação do espetáculo “Paixão de Cristo”. Também naquele ano começou a atuar na peça “O recanto de Papoula”, da Cia José Dillon. Em 2008, participou do projeto “Cena Interior” iluminando o espetáculo “Macbeth” de William Shakespeare, adaptado por Adriano Barroso para o projeto. No ano corrente iluminou o Auto de Natal do Projeto Arte na escola da gente. Em 2009 e 2010, participou da peça “Paixão de Cristo” do Projeto Arte e Cultura da Paróquia de São Raimundo Nonato. Atualmente participa da Cia de Teatro José Dillon, do Coletivo de Artistas, é cenotécnico e vice-coordenador da ATAS.


A MARCHA DE TÉSPIS
Desde 1997 os fazedores de teatro de Santarém realizam, durante as mostras de teatro, uma caminhada que sai do Teatro Victória em percorre as ruas do comércio da cidade, divulgando a semana do teatro. Essa marcha passou a se chamar “Marcha de Téspis”, fazendo alusão ao primeiro ator e as procissões dionisíacas. A campanha que antes era pela recuperação do Teatro Victória e por um teatro para Santarém passa a ter um novo sentimento de reivindicação: condições dignas para apresentações teatrais e por um teatro para a cidade, pois apesar de ter sido reinaugurado, o Teatro Victória não é voltado para os grupos teatrais, não oferece condições adequadas para apresentações de teatro e nem houve a democratização daquele espaço público.

O TROFÉU KAURÉ
Manuel Maria Pereira Duarte ou Kauré, estudante de ciências sociais, foi vice-coordenador da 1ª diretoria da ATAS (1993-95). Foi ator do Grupo de Teatro Terra Firme, esteve presente na 1ª mostra (1991), atuou na 2ª (com a peça A Cabanagem) e na 3ª mostra (Joana D’Arc). Em 1994 Kauré foi representar a ATAS e Grupo de Defesa da Amazônia (GDA) em um curso do IBRADES, no Rio de Janeiro, quando foi diagnosticado câncer. Ele lutou por dois anos, morreu em 1996, quando então a coordenação da ATAS instituiu o troféu Kauré de participação nas Mostras de Teatro de Santarém.


23ª MOSTRA DE TEATRO DE SANTARÉM

Data: 04 a 13/10/2013

Local: Casa da Cultura

Hora: 20h

Ingressos: R$8,00 e R$4,00 (antecipado)
R$ 10,00 e R$5,00 ( a partir da data do evento)

Obs.: No dia 05/10 a apresentação será no Espaço Pérola, no parque da cidade, em duas sessões.


PROGRAMAÇÃO

04/10 – Sexta

Marcha de Téspis / Orla da cidade - 20h30min

05/10 – Sábado

Espetáculo: “Macbeth, A Tragédia da Noite Eterna”

Shakespeare - (Tragédia) – 12 anos

Grupos Teatrais de Santarém

LOCAL: Parque da Cidade

1ª Sessão: às 20h

2ª Sessão: às 21h

A ambição humana de um general que,
para chegar ao poder, trai os próprios amigos.

* Único espetáculo que será apresentado em outro local.


06/10 – Domingo

Espetáculo: “Cale-se!”

Ralieny Pereira - (Drama)

Companhia de Teatro José Dilon - 10 anos

O retrato de um período em que o monstro da

censura reprimia os sonhos e os ideais de liberdade.


07/10 – Segunda – “Contos, Cantos e Encantos Tapajônicos”

Elizangila Dezincourt - (Contação de Histórias)

Grupo Olho d’Água - 10 anos

Experimentação cênica de contação de histórias e

lendas levando o público a percorrer o imaginário

amazônico.


08/10 – Terça - “Acarajé de Jesus”

Diego Alano – (Comédia)

Grupo Papa Xibé – 14 anos

Disputa de venda de acarajé. O que era para ser

uma competição econômica, tornou-se também um

conflito religioso.


09/10 – Quarta - “O Pranto de Maria Parda”

Gil Vicente - (Drama)

Companhia de Artes Paz e Bem - 16 anos

Maria Parda, uma alcoólatra que, em momento de

escassez do vinho, entra em desespero.


10/10 – Quinta – “Cinderela de Neve”

Diego Alano – (Comédia)

Grupo Ribalta – Livre

Cinderela de Neve é um espetáculo infantil que

reúne os dois contos de fadas populares: Cinderela e

Branca de Neve.


11/10 – Sexta – “As Dez Mais do Córtex Cerebral”

Cyrano Rosalém - (Comédia)

Grupo Olho d’Água – Livre

Alfredo encontra, na recepção de um hospital

psiquiátrico, uma enfermeira muito louca e, os dois

vivem situações inusitadas.


12/10 – Sábado - “Pluft, O Fantasminha”

Maria Clara Machado (Infantil)

Grupo de Teatro Terra Firme – Livre

Pluft, o fantasminha que tem medo de gente e se

torna amigo de Maribel, que foi seqüestrada pelo

malvado capitão Perna de Pau.


13/10 – Domingo – “As Bondosas”- Mulheres

Choradeiras

Ueliton Rocon (Comédia)

Grupo Olho d’Água – 14 anos

Tem como ponto de partida o velório de Tereza. A

trama é vivida pelas personagens Astúcia, Prudência

e Angústia que traduzem sentimentos individuais,

universais ao ser humano.

Fonte; ATAS
--

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PROGRAMAÇÃO OFICIAL DO SAIRÉ 2017

16/09 - Sábado 5h - Alvorada (Vila de Alter do Chão)8h - Procissão Fluvial | Busca dos Mastros (Lago Verde)22h - Festa dos Mastros – Banda Tapajoara (Centro Comunitário da Vila de Alter do Chão) 21/09 (Quinta e Sexta-feira) 5h - Alvorada (Vila de Alter do Chão)7h - Benção do Sairé (Praça do Sairé)8h - Traslado dos Mastros da Praia do Cajueiro à Praça do Sairé (Vila de Alter do Chão)

Urina humana é usada para confeccionar cuias.

Já falamos sobre o tacacá mais uma coisa que não se pode esquecer é  da cuia sem ela o tacacá não é o mesmo mas a pergunta é você como ela é feita? Seu processo é meio estranho leva ate urina humana para entender melhor vamos ver como ela é feita.


A cuia vem da cuieira ela é mais encontrada na Amazônia as cuias são confeccionadas mais pelas mulheres os homens apenas pegam o fruto  e um outro material conhecido como cumati esse cumati é a casca de uma árvore ela serve para tingir as cuia e assim deixa-la na cor preta. vamos ver agora as etapas dessa confecção.




1ª etapa  Após a retirada do fruto as  mulheres retiram uma massa de dentro dela algumas pessoas dizem que essa massa é boa para bronquite e asma.
2ª Agora vem o processo de lixamento e você  não imagina o que elas as mulheres usam uma lata de sardinha.
3ª É nessa terceira etapa que as cuias ganham a tintura preta. Para a casca soltar a tinta eles utilizam água e ficam pressionando até sair o líquido escuro.
4ª Depois de  todo esse proc…

O que é Tarubá?